•  

    quarta-feira, 30 de novembro de 2011

    Não existe no mundo algo igual.


    Fazia tempo que eu estava pra fazer um post sobre "ela", mas nunca tinha inspiração o suficiente, e quando eu tinha, era lá pelas 2 e meia ou 3 horas da manhã, e se eu começasse escrever iria terminar não sei que horas. Eu até queria fazer um post melhor, com fotos antigas, foto de quando éramos pequenas, mas até eu achar as fotos em cd's antigos, vai demorar mais um ano pra eu conseguir fazer esse post, e vi que foto não importa, o que importa são as coisas que vou dizer agora.
    Por muitas vezes reclamei da minha vida e das coisas que me faltavam, sem muitas vezes perceber as coisas valiosas que eu tinha. Eu devo ser muito grata ao que conquistei, a minha irmã é uma prova disso. Bom, na verdade, como poucos devem saber, ou muitos devem saber, ela não é minha irmã de sangue, mas é como se fosse ... eu, e minha outra irmã (essa de sangue) consideramos ela da mesma forma na qual consideramos uma a outra. Não tem como. 2 pessoas que nasceram juntas, moram no mesmo lugar desde sempre, e convivem juntas por mais de 18 anos em base de confiança e lealdade, é meio difícil não chamar de IRMÃ. Imaginem, na vida de vocês, a pessoa mais especial (tirando mãe e pai né), agora multipliquem por 30, é o que ela significa pra mim. Não, muito mais, um simples post não vai conseguir passar tudo o que eu quero dizer.
    E eu sou muito feliz, porque, apesar de eu ser um desastre em relações amorosas, eu tenho ela, algo que muitas pessoas nunca vão ter na vida, nunca vão saber, nunca vão entender. Uma amizade, uma amizade verdadeira. É tão difícil nos dias de hoje ... alguns vão parar e dizer "nossa, mas, eu tenho muito mais do que um amigo verdadeiro". Está enganado meu amigo, você vai ver no futuro como vai retirar o que disse, no máximo, 2.
    Todo mundo quando tem seus 12/13 anos, acha que amizades são pra sempre, que tem aquele bando de amigo e que vai tudo durar e soar pela eternidade. Balela, minha mãe falava isso pra mim, e eu brigava com ela, dizia que minhas 7/8 amigas eram as mais verdadeiras e que nunca íamos nos separar. HÁ. ai meus 12 anos ... como era bom toda essa ingenuidade, tantos pensamentos positivos ... mas é mentira, e quem já é mais maduro hoje, sabe.
    Sinceramente falando, acho que uma amizade verdadeira, é mais difícil de se encontrar por aí do que um amor, e por isso, eu me sinto feliz por ter encontrado a minha amizade verdadeira, a minha força, o meu tripé, a minha esperança. Todo mundo fala da nossa amizade, que é muito bonita e blá blá blá ... É MUITO MAIS DO QUE ISSO, muito.
    A minha irmã esteve comigo nos melhores e nos piores momentos da minha vida, e principalmente no pior. Quando o mundo caiu pra mim, ela foi a ÚNICA a não desistir de mim, a cuidar de mim, a meter um sorriso no meu rosto nem que tivesse que ser a força, ela teve paciência como NENHUMA outra pessoa teve, infelizmente, nem os meus pais. Não foi há muito tempo, ela já era minha irmã, mas a partir desse ano, em que meu mundo caiu, ela se tornou a pessoa mais importante, e ao contrário do que muitas vezes ela pensa, eu não trocaria ela por amor, e por amizade nenhuma, por ninguém. Ela não sabe a importância que tem pra mim, mas deveria.
    São tantas histórias em 18 anos, que poderia escrever um livro, somente de tudo que passamos juntas. Seria um livro mais de comédia, se for considerar ao todo, porque felizmente, vivemos coisas mais felizes do que infelizes.
    Como todas irmãs, ao contrário do que pensam, brigamos, ficamos de cu uma com a outra, e até saímos na mão de vez em quando hehehehehehe. Sério, a gente tem muita coisa em comum, MUITA MESMO, mas também temos diversas coisas diferentes uma da outra, e mesmo assim, nada impede. Quando a gente briga, a discussão não costuma ser muito feia, porque, eu não consigo brigar com ela porque 10 minutos depois choro, geralmente é uma discussão, viramos a cara cada um olhando para um canto da parede, e sem falar nada por minutos e minutos ... até que uma faz uma piadinha pra quebrar o gelo e já tá tudo na paz de novo. E sobre bater, sim ... ela me dá tapas, inclusive na cara, e fortes quando eu mereço, tudo com muito amor, mas dá ):
    Ela me conhece melhor do que eu mesma, ela sabe praticamente dizer o que estou sentindo, muito embora as vezes não queira aceitar e queira discordar dela. Se ela vira o dedo pra mim e fala "Você tá sendo otária", eu to sendo otária, se ela vira e diz "Você está apaixonada" e pro mais que eu diga que não, no final, ela está certa. Quando eu conto uma mentira, ela já sabe que é mentira, então, se ela percebe que estou mentindo pra alguém, ou ela me olha com um sorrisinho de "aaah filha da puta" e me ajuda na mentira, ou ela balança a cabeça e fala "troxa, nem vou me meter" hahaha. É legal, ter alguém assim, que você pode se comunicar por um olhar, por gestos, até pela expressão da boca. É uma amizade, que eu tenho certeza que vai pra frente, que vai ser pra sempre, que vou cuidar dos filhos dela, ser madrinha do casamento dela, e assim por diante ... E muitas pessoas, passam a vida inteira, e não consegue uma amizade como essa. Aliás, nunca vi hoje, do tamanho e da intensidade como a nossa.
    Palavras não chegam perto, posso não acreditar em deus, mas que ela é meu anjo da guarda, ah é ...

    @nati_nina




    terça-feira, 29 de novembro de 2011

    As 10 doenças mais estranhas do mundo.




    Uma pesquisa do jornal australiano Sydney Morning Herald relacionou algumas dassíndromes mais estranhas que atingem o ser humano. Podem parecer doideiras, mas para cada uma dessas doenças existe um batalhão de médicos tentando descobrir a causa. E principalmente a cura.

    1. Síndrome do Sotaque Estrangeiro

    Após sofrer uma pancada ou qualquer outro tipo de lesão no cérebro, as vítimas desse distúrbio passam a falar com sotaque francês… ou italiano… ou espanhol. A língua varia, mas, na maioria dos casos, as vítimas desconhecem o novo idioma. Segundo cientistas, a pronúncia não é efetivamente estrangeira, só dá a impressão disso. Pesquisadores da Universidade de Oxford, na Inglaterra, acreditam que o sintoma é causado por um trauma em áreas do cérebro responsáveis pela linguagem, provocando mudanças na entonação, na pronúncia e em outras características da fala. Um caso bem recente da síndrome do sotaque rolou com a britânica Lynda Walker, no mês passado. Após um infarto, Lynda acordou falando com sotaque jamaicano.


    2. Síndrome de Capgras

    Após sofrer uma desilusão com o cônjuge, com os pais ou com qualquer outro parente, a pessoa passa a acreditar que eles foram seqüestrados e substituídos por impostores. O sintoma por vezes se volta contra a própria vítima: ao se olhar no espelho, ela também acredita que está vendo a imagem de um farsante. Neurose total! O problema tende a atingir mais pessoas a partir dos 40 anos e suas causas ainda não são conhecidas. A síndrome foi descoberta pelo psiquiatra francês Jean Marie Joseph Capgras, que a descreveu pela primeira vez em 1923. Em graus mais extremos, a vítima acha que até objetos inanimados, como cadeiras, mesas e livros, foram substituídos por réplicas exatas.


    3. Síndrome de mão estranha

    “Minha mão agiu por conta própria…” Essa desculpa usada por alguns cafajestes pode ser verdadeira. A síndrome em questão alien hand syndrome, em inglês faz com que uma das mãos da vítima pareça ganhar vida própria. O problema atinge principalmente pessoas com lesões no cérebro ou que passaram por cirurgias na região. O duro é que o doente não presta atenção na mão boba, até que ela faça alguma besteira. A mão doida é capaz de ações complexas, como abrir zíperes… Os efeitos da falta de controle sobre a mão podem ser reduzidos dando a ela uma tarefa qualquer, tarefa qualquer, como segurar um objeto.


    4. Síndrome de alíce no país das maravilhas

    Doença que provoca distorções na percepção visual da vítima, fazendo com que alguns objetos próximos pareçam desproporcionalmente minúsculos. O distúrbio foi descrito pela primeira vez em 1955, pelo psiquiatra inglês John Todd, que o batizou em homenagem ao livro de Lewis Carroll. Na obra, a protagonista Alice enxerga coisas desproporcionais, como se estivesse numa “viagem” provocada por LSD. As vítimas da síndrome também vêem distorções no próprio corpo, acreditando que parte dele está mudando de forma ou de tamanho.


    5. Pica

    Esse nome também estranho não tem nada de pornográfico: pica é uma palavra latina derivada de pêga, um tipo de pombo que come qualquer coisa. E a pica a síndrome, é claro… faz exatamente isso: a pessoa sente um apetite compulsivo por coisas não comestíveis, como barro, pedras, tocos de cigarros, tinta, cabelo… O problema atinge mais grávidas e crianças. Após comerem muita porcaria involuntariamente, os glutões ficam com pedras calcificadas no estômago.Em 2004, médicos franceses atenderam um senhor de 62 anos que devorava moedas. Apesar dos esforços, ele morreu. Com cerca de 600 dólares no estômago…


    6. Maldição de Ondina

    O nome bizarro é uma referência a Ondina, ninfa das águas na mitologia pagã européia. A doença, mais estranha ainda, faz com que as vítimas percam o controle da respiração.

    Se não ficar atento, o sujeito simplesmente esquece de respirar e acaba sufocado! A síndrome foi descoberta há 30 anos e já existem cerca de 400 casos no mundo. Pesquisadores do hospital Enfants Malades, de Paris, acreditam que a doença esteja relacionada com um gene chamado THOX2B. O sistema nervoso central se descuida da respiração durante o sono e o doente precisa dormir com um ventilador no rosto para não ficar sem ar!


    7. Síndrome de Cotard

    Depressão extrema, em que o doente passa a acreditar que já morreu há alguns anos. Ele acha que é um cadáver ambulante e que todos à sua volta também estão mortos. Em casos extremos, o sujeito diz que pode sentir sua carne apodrecendo e vermes passeando pelo corpo… Na fase final, a vítima deixa até de dormir e sua ilusão pode efetivamente se tornar realidade. O nome da doença faz referência ao médico francês Jules Cotard, que a descreveu pela primeira vez em 1880. Apesar de depressivo e certo de que está morto, o doente, contraditoriamente, também pode apresentar idéias megalomaníacas, como a crença na própria imortalidade.


    8. Síndrome de Ríley-Day

    Se você já sonhou em nunca mais sentir nenhuma dor, cuidado com o que pede… As vítimas dessa doença não sentem dores, mas isso é um problemão. Elas ficam muito mais sujeitas a sofrer acidentes porque param de registrar qualquer aviso de dano nos tecidos do corpo, como cortes ou queimaduras. A doença é causada por uma mutação no gene IKBKAP do cromossomo 9 e foi descrita pela primeira vez pelos médicos Milton Riley e Richard Lawrence Day. Sem o aviso de perigo que a dor proporciona às pessoas comuns, a maioria dos doentes com a síndrome de Riley-Day tende a morrer jovem, antes dos 30 anos, por causa de ferimentos.


    9. Síndrome da Redução Genital

    Também conhecido como koro, esse distúrbio mental deixa a pessoa convencida de que seus genitais estão desaparecendo. A maioria dos casos até hoje foi relatada em países da Ásia ou da África, e em muitos deles a síndrome parece ter sido contagiosa! Um dos episódios mais estranhos ocorreu em Cingapura, em 1967, quando o serviço de saúde local registrou centenas de casos de homens que acreditavam que seu pênis estava sumindo. Um único caso da síndrome da redução genital foi registrado até hoje noBrasil, no Instituto de Psiquiatria da USP. Convencido de que seu pênis estava sumindo, o doente tentou se matar com duas facadas no abdômen!


    10. Cegueira Emocional

    A expressão “cego de emoção” existe na prática, e pode acontecer com qualquer pessoa normal. O problema foi descoberto recentemente por pesquisadores da Universidade de Yale, nos Estados Unidos. Depois de olhar para alguma imagem forte, principalmente com conteúdo pornográfico, a maioria das pessoas perde a vista por um curto espaço de tempo – décimos de segundo na verdade. Até agora, nenhum especialista conseguiu explicar o porquê dessa reação. A descoberta da cegueira emocional deu origem a um movimento no Congresso americano para que seja banida toda a publicidade com apelo erótico em grandes rodovias do país.


    @nati_nina







    domingo, 27 de novembro de 2011

    Como irritar seus pais.

    Essa é antiga, mas tem umas coisas tão engraçadas, que não tem como não rir. É só se colocar nas seguintes situações embaixo, imagine que você realmente está fazendo isso e tente imaginar a cara de seus pais, somente isso hahahaha.

    1. Siga-os por todo lugar na casa.
    2. Diga "muuu" quando te chamarem.
    3. Finja que tem amnésia.
    4. Fale com eles de costas.
    5. Vista suas calças na cabeça.
    6. Corra pela casa com lamas nas mãos e diga que o sol está morrendo (HAHAHA, WTF?)
    7. Evite banho em dias frios.
    8. Cante bem alto enquanto corre pela casa apenas com roupas íntimas.
    9. Tenha ataques nervosos involuntariamente.
    10. Diga que vestir roupas é contra sua religião.
    11. Peide e bote a culpa no seu cachorro ou em alguma criança.
    12. Fique na frente dele as 4 horas da manhã com um enorme sorriso e diga "Bom dia raio de sol" (HAHAHAHAHAHA, essa é a melhor).
    13. Tome fôlego bem alto quando estiver rindo e comece a rir mais alto.
    14. Corra em círculos.
    15. Recite um filme bem alto 3 vezes.
    16. Finja que lutou contra si mesmo e se derrotou.
    17. Diga que contou até o infinito 3x.
    18. Deslize por todo lugar.
    19. Se lambuze todo com chocolate.
    20. Cole seu dedo no nariz com super cola.
    21. Fale com uma caneta.
    22. Tenha amigos imaginários e fale o tempo todo com eles.
    23. Finja ser um índio
    24. Tente escalar as paredes.
    25. Abra a janela e faça um zumbido, fingindo ser um inseto.
    26. Coma sorvete de casquinha, ponha a casquinha na testa e diga que é um lindo unicórnio.
    27. Fique acendendo e apagando a luz por um bom tempo. Depois diga :"aaah, entendi ...".
    28. Coma seu cabelo.
    29. Coma coisas não comestíveis.
    30. Fique pulando tentando voar.


    @nati_nina




    sábado, 26 de novembro de 2011

    Os agentes do destino


    A maioria vive a vida no caminho que traçamos, com medo de explorar outro. Mas, de vez em quando, surgem pessoas como você, que superam todos os obstáculos que colocamos no caminho. Quem encara o livre arbítrio como dom, nunca saberá usá-lo até lutar por ele. Creio que esse é o verdadeiro plano do Presidente. E, talvez, um dia, nós não escreveremos o plano. Vocês o farão.




    @nati_nina


    sexta-feira, 25 de novembro de 2011

    Funny things.

    Haha, coisas engraçadas e que na maioria dos casos eu gostaria de ter. PRINCIPALMENTE ESSA CAMA DE PIZZA *--------* nossa, iria ser o
    dia mais feliz de minha vida.
















    @nati_nina


    quinta-feira, 24 de novembro de 2011

    Esses meninos não foram notícias de jornais.

    Eu vou falar que não aguento mais esses compartilhamentos no facebook. Que compartilhamento? Compartilhamento, fotos de animais maltratados, sem pedaços, mutilados, de crianças com câncer, de mulheres sem seios, e coisas tão depressivas e tão ruins que conseguem acabar com o meu dia, e isso é, SEM EU QUERER ver, porque se eu quisesse ver coisas desse tipo, eu mesma procuraria, mas infelizmente, aparece na minha timeline, e como as fotos aparecem BEM grandes agora, não é preciso nem clicar para ver, já somos expostos a ver esses tipo de coisas. Não é insensibilidade, muito pelo contrário, é o oposto, sou tão sensível se tratando de animais e crianças doentes que eu REALMENTE perco o meu dia. E não é uma hipérbole. Agora, eu não entendo a cabeça das pessoas que acham que compartilhando essas fotos e expondo irão ajudar de alguma maneira, porque não vão. É a mesma história do dia das crianças em colocar fotos de desenhos no profile. Eu coloquei SIM, mas não pelo motivo que falaram, que era pra combater o abuso infantil porque isso NÃO EXISTE. Não é pondo fotos de desenhos no perfil que você vai ajudar as criançinhas. Como se os pedófilos fossem olhar e dizer "oh, é verdade, es
    tou fazendo um mau a humanidade, todo mundo se juntando e colocando fotos de desenhos da Disney, agora sim, vou parar de estuprar crianças". NÃO. Colocar a foto pra relembrar a infância e em homenagem ao dia das crianças tudo bem, mas não para lutar contra os abusos infantis, porque pensem, EM COMO ISSO VAI AJUDAR? COMO? Se alguém tiver a resposta, por favor avise. E do mesmo jeito que quem maltrata animais, não vai deixar de maltratar só por ver fotos que vocês colocam. Sabe o que vai mudar o mundo? Você pegar 2 cachorrinhos, 2 gatinhos na rua que passam fome, que são maltratados e cuidar deles, evitar que eles passem por maltratos que outros já passaram. ISSO VAI MUDAR O MUNDO, mas pegar um cachorrinho da rua ou um gatinho ninguém faz, O QUE REALMENTE IRÁ FAZER A DIFERENÇA, agora compartilhar foto todo mundo é bonzinho e caridoso? QUAL É!

    Agora, esse tipo de coisa ninguém divulga né:


    Estão vendo esses 2 garotos salvando um cachorrinho? Esses sim fizeram a diferença, esses sim estão contribuindo pro mundo e fazendo a sua parte. Fazer algo de bom, é isso que eu digo, FAZER ALGO DE BOM, e compartilhando fotos de cachorros mutilados, você não está contribuindo pra NADA nesse mundo. Todos sabemos que esse mundo é cruel, que tem gente que mata, que judia, e que faz brincadeiras de mau gosto com animais, eu não preciso ficar vendo fotos diferenciadas de 5 em 5 minutos pra saber disso, EU JÁ SEI! Mas vocês bem que poderiam compartilhar coisas boas de vez em quando, como a foto acima não é? Para quem sabe, poder concientizar outras pessoas a fazerem o mesmo, e poder contribuir para um mundo melhor.
    E a mesma coisa serve para fotos de crianças com câncer, chorando, sofrendo. Se for uma campanha, ótimo, você estará de uma certa forma ajudando, se tiver o telefone de um hospital, uma corrente para ajudar, certíssimo, agora se for só mais uma foto para acabar com o meu dia e com o de outras pessoas, por favor, guarde pra você. E se você realmente quer contribuir para o mundo, pegue um pouquinho do seu salário, mesmo que pouco, e doe para um hospital de crianças com câncer, você pode até achar que não, mas isso fará toda a diferença do mundo, e sabe por quê? Porque você estará ajudando a várias crianças, e não ganhando ibope, ou assinaturas no seu facebook.
    Bora compartilhar coisas boas, para tentar arrastar o bem! Eu ainda não tenho certeza, e por vezes fico em dúvida, mas ainda acredito que o bem é a maioria, e que podemos combater esses nojentos, esses monstros com bondade e com atitudes.
    Afinal, eu queria saber como nós chamamos "Seres humanos" e os bichinhos "animais", se era pra ser totalmente ao contrário ... Animais somos nós, e todos já sabem disso!

    @nati_nina






    quarta-feira, 23 de novembro de 2011

    O gato e o pássaro

    Coloquei as fotos, porque além de achar uma fofura, o gatinho é igualzinho ao meu, o Toddy *-*











    @nati_nina







    terça-feira, 22 de novembro de 2011

    de 15 em 15 dias ...



    Minha alma é a bola, o meu lugar é o campo, o meu caminho é defender, a minha companhia é a torcida, a minha união é o time, o meu desejo é a vitória, o meu rémedio é o suor, o meu inimigo é o adversário, o meu imprevisto é o juiz, o meu ódio é perder, o meu verbo é ganhar, a minha fala é o grito, o meu medo é a derrota, meu esporte FUTEBOL !!




    @nati_nina



    segunda-feira, 21 de novembro de 2011

    Os 5 animais mais inteligentes do planeta

    "Dizem que, nós, seres humanos, somos os mais inteligentes do reino animal – se bem que, levando em consideração as intermináveis guerras, os danos causados ao planeta e a violência de modo geral, essa afirmação possa ser bastante questionada. Mas, além de nós, os chimpanzés, gorilas, orangotangos e outros primatas têm também cérebros já bastante sofisticados e praticam ações que demonstram um grau de inteligência bastante elevado. E fora os primatas, outras espécies parecem ser também bastante desenvolvidas. A lista é surpreendente:

    1. O porco

    Provavelmente você está surpreso, mas é isto mesmo: entre os animais domesticados pelo homem, o porco é o mais inteligente do planeta. Por incrível que pareça, as pesquisas comprovam que as habilidades do porco chegam a superar as dos cachorros e gatos. Eles entendem como funciona um espelho, por exemplo. Numa experiência realizada há alguns anos, alguns porcos foram treinados para movimentar um cursor com os focinhos, numa tela de vídeo, e a diferençar imagens que já tinham visto, de outras que estavam vendo pela primeira vez. Eles foram mais bem sucedidos do que chimpanzés.



    2. O polvo

    Você se lembra daquele polvo, o “Paul”, do Aquário Marinho de Oberhausen, na Alemanha? Aquele que fez sucesso durante a Copa do Mundo, na África do Sul, acertando muitos resultados de jogos? Pois bem, está provado que, da mesma forma que os porcos são os animais mais espertos entre as espécies domesticadas, os polvos são os mais inteligentes entre os invertebrados. Testes com labirintos e resolução de problemas provaram que esses octópodes possuem memórias de fatos recentes e remotos. Eles conseguem abrir frascos, apertar parafusos e até pegar um sanduíche dentro de uma cesta. São os únicos invertebrados que são capazes de usar ferramentas. Alguns foram vistos pegando cascas de coco e transformando-as em abrigos.

    3. O corvo

    O corvo é capaz de imitar o som de algumas palavras, como o papagaio. Em diversas lendas, o corvo aparece como um trapaceiro ou portador de maus presságios, mas, na realidade, eles são bastante inteligentes. Como os polvos, eles são capazes de usar ferramentas simples, armazenar alimentos para o inverno e memorizar experiências para uso em circunstâncias futuras. Um deles foi observado usando a folha dura de uma árvore, como se fosse uma faca, para fazer nozes caírem numa rua movimentada e serem esmagadas pelas rodas dos automóveis, para que eles pudessem comer as sementes. Notável, não? Eles também podem reconhecer pessoas e lembrar-se dos seus rostos durante anos.

    4. Os golfinhos

    Estes, com toda certeza, são um dos animais mais inteligentes de toda a espécie animal. Parece até que eles têm uma linguagem própria e, através dela, se comunicam entre si. Cientistas fizeram diversas tentativas para decifrar essa linguagem, mas, até agora, não obtiveram sucesso. Quem já viu esses cetáceos se exibindo em aquários, sabe que eles são capazes de obedecer a inúmeros comandos dos seus treinadores. Há alguns anos, pescadores viram golfinhos arrancando pedaços de esponjas do mar e envolvendo seus narizes com eles, para evitar escoriações.


    5. Os elefantes

    Esses paquidermes extremamente inteligentes vivem em sociedades complexas, nas quais prevalece uma hierarquia e demonstram solidariedade com outros animais. As fêmeas, quando grávidas, reconhecem e comem certo tipo de erva que induz o parto. Usam ferramentas para diversas finalidades. Certa vez, um grupo de elefantes foi visto atirando pedras com as trombas em cercas eletrificadas para cortar a corrente. Por ocasião da morte de um membro do grupo, seguem rigorosos e complicados rituais fúnebres e costumam visitar os túmulos dos falecidos.



    @nati_nina

    @nati_nina

    @nati_nina